Notícias

Judocas das categorias pesado e meio pesado embarcam para o GP de Miami

Hugo Pessanha e Daniel Hernandes voltam a competir pela seleção depois de um ano afastados dos tatames

judô pesados
Crédito: Divulgação
Atribua uma nota:

Os judocas Hugo Pessanha (100kg) e Daniel Hernandes (+100kg) voltam a representar o Brasil depois de longos períodos longe dos tatames por conta de graves lesões. Os dois embarcam, junto com outros dezesseis atletas, para os Estados Unidos na próxima quarta-feira, dia 12 de junho, onde disputam o Grand Prix de Miami, nos dias 15 e 16.

Para Hugo Pessanha, o GP vai ter sabor de recomeço já que a última competição dele pela seleção foi há exatamente um ano, em junho do ano passado, quando conquistou a prata no Grand Slam do Rio. De lá para cá, foram meses se recuperando de uma lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito e trabalhando para estar em forma física e tecnicamente para a competição.

“O Grand Prix de Miami vai significar, para mim, uma verdadeira estreia no peso novo depois de um ano parado. Durante a minha recuperação da cirurgia, tive a sorte de contar com a ajuda dos meus companheiros de clube Bruno Altoé e Luciano Correa. Eles me proporcionaram bons treinos tanto no Minas quanto aqui com a seleção. Mas, como diz o jargão do futebol, treino é treino e jogo é jogo. Eu estou me sentindo muito bem, preparado e espero fazer uma boa apresentação nesse retorno”, disse Hugo.

Daniel Hernandes também volta a competir em Miami depois de um longo tempo de inatividade. Mas missão de Hernandes é ainda mais complicada já que para figurar entre os melhores do mundo na categoria pesado a concorrência interna é bastante grande. Rafael Silva, David Moura e Walter Santos são Top 10, de acordo com o último ranking divulgado pela Federação Internacional de Judô. Mas a disputa é saudável e o paulista, atleta do Pinheiros, aproveitou a oportunidade de estar treinando com os adversários esta semana para aprimorar a forma física e técnica.

“Minha última competição foi o Grand Slam do Rio no ano passado. Depois de praticamente um ano parado, aproveitei essa semana em que pude treinar com os melhores brasileiros do peso pesado para melhorar e partir em busca de um bom resultado em Miami. Para mim é ruim ter caras do nível deles na categoria porque vai ser mais difícil encostar neles no ranking mundial. Mas, por outro lado, fico feliz porque para o judô brasileiro isso é ótimo. A longo prazo essa competição interna vai fazer todos da categoria evoluir”, disse Daniel Hernandes, bronze no GS do Rio em 2012 e atual número 35 do mundo.

A seleção brasileira de judô que disputará a competição é formada por: Raquel Silva (52kg), Bárbara Timo (70kg), Mauro Moura (81kg) Nathália Brígida (48kg), Mariana Silva (63kg), Alex Pombo (73kg), Hugo Pessanha (100kg), Flávia Gomes (57kg), Eric Takabatake (60kg), Luiz Revite (66kg), Leandro Cunha (66kg), Eduardo Santos (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Daniel Hernandes (+100kg), Walter Santos (+100kg), Mariana Barros (63kg), Breno Alves (60kg) e Felipe Costa (81kg). A comissão técnica será composta Amadeu Moura, chefe da delegação; Fulvio Miyata, técnico; Yuko Fujii, técnica; Tathiana Parmigiano, médica; e Roberta Mattar, fisioterapeuta.

Galeria
Crédito: 1 de

Atribua uma nota:

Aguarde...